UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Análise de coliformes termotolerantes e Salmonella sp. em hortaliças minimamente processadas comercializadas em Belo Horizonte- MG

Cláudia Colamarco Ferreira, Eric Liberato Gregório, Jéssica Deoclécia Costa, Rubiana Balmant Oliveira de Paula, Haydée Adami Goes de Araujo Neta, Mariana Dias Fontes

Resumo


A qualidade de alimentos minimamente processados (MP) é de grande importância para a saúde do consumidor, sendo o controle microbiológico e a sanitização correta desses alimentos uma prioridade. O presente estudo teve como objetivo verificar a qualidade microbiológica de 12 tipos de hortaliças minimamente processadas, comercializadas em 5 redes de supermercados do estado de Minas Gerais, na cidade de Belo Horizonte. As amostras foram analisadas no Laboratório de Microbiologia de Alimentos do Centro Universitário Una com base na determinação da presença de coliformes termotolerantes e Salmonella sp., por meio da técnica do Compendium of Methods for the Microbiological Examination of Food. Os resultados revelaram a presença de Salmonella sp., nas hortaliças dos supermercados A (alface lisa e alface crespa), C (salada italiana) e E (Agrião, almeirão e espinafre). Nenhuma das amostras de hortaliças apresentou contaminação por coliformes termotolerantes. Dessa forma, mostra-se primordial implementar medidas para melhorar a qualidade higiênico sanitária dos produtos minimamente processados para garantir incremento da segurança ao consumidor.

Palavras-chave


Análise microbiológica. Embalagem de alimentos. Qualidade. Salmonella. Coliformes.

Texto completo:

PDF

Referências


AHVENAINEN, R. Ready-to-use fruit and vegetables. Teagasc, The National Food Centre, 2000.

AMERICAN PUBLIC HEALTH ASSOCIATION et al. Compendium of methods for the microbiological examination of foods, American Public Health Association. Inc., Washing-ton, DC, 1976.

AVCIOGLU, H.; SOYKAN, E.; TARAKCI, U. Control of Helminth Contamination of Raw Vegetables. Rev. Vector Borne ZoonoticDis. Larchmont, v.11, n.2, p.189- 191, 2011.

BRANDENBURG, Jeffrey S.; ZAGORY, Devon. Modified and Controlled Atmosphere Packaging Technology and Applications. Modified and controlled atmospheres for the storage, transportation, and packaging of horticultural commodities, p. 73, 2009.

BRASIL. Ministério da Saúde. Resolução n.º 12, de 2 de janeiro de 2001. Regulamento téc-nico sobre os padrões microbiológicos para alimentos. Brasília, DF, 2001.

BRASIL. Ministério da Saúde. Resolução n.º 216, de 15 de janeiro de 2004. Regulamento técnico de boas práticas para serviços de alimentação. Brasília, DF, 2004.

BUCKLEY, Marie; COWAN, Cathal; MCCARTHY, Mary. The convenience food market in Great Britain: Convenience food lifestyle (CFL) segments. Appetite, v. 49, n. 3, p. 600-617, 2007.

CHUA, D. et al. Fresh‐cut lettuce in modified atmosphere packages stored at improper tem-peratures supports enterohemorrhagic E. coli isolates to survive gastric acid challenge. Journal offood science, v. 73, n. 3, p. M148-M153, 2008.

ELPO, E. R. S.; NEGRELLE, R. R. B.; GOMES, E. C.. Avaliação da qualidade microbioló-gica do gengibre in natura comercializado na região metropolitana de Curitiba, PR. Visão Acadêmica, v. 5, n. 2, 2004.

EMBRAPA. Hortaliças Minimamente Processadas. Coleção Agroindústria Familiar – Agre-gando valor à pequena produção. Brasília, DF, 2005.

GEUS, J. A. M.; LIMA, I. A. Análise de coliformes totais e fecais: Um Comparativo entre técnicas oficiais VRBA e Petrifilm EC aplicados em uma indústria de carnes. Anais do II En-contro de Engenharia e Tecnologia dos Campos Gerais, 2006.

GUILHERME, A. L. F. et al. Prevalência de enteroparasitas em horticultores e hortaliças da Feira do Produtor de Maringá, Paraná. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropi-cal, v. 32, n. 4, p. 405-411, 1999.

KORHONEN, H. Technology options for new nutritional concepts. International Journal of Dairy Technology, v. 55, n. 2, p. 79-88, 2002.

MANGARAJ, S.; GOSWAMI, T. K.; MAHAJAN, P. V. Applications of plastic films for modified atmosphere packaging of fruits and vegetables: a review. Food Engineering Re-views, v. 1, n. 2, p. 133-158, 2009.

PHILLIPS, C. A. Review: modified atmosphere packaging and its effects on the microbiolog-ical quality and safety of produce. International journal of food science & technology, v. 31, n. 6, p. 463-479, 1996.

PIROVANI, D. R.; GÜEMES, D. R.; PENTIMA, J. H. di; TESSI, M. A. Survival of Salmo-nella hadarafter washing disinfection of minimally processed spinach. Letters in Applied Microbiology, v. 31, p. 143-148, 2000.

RAGAERT, Peter et al. Consumer perception and choice of minimally processed vegetables and packaged fruits. Food Quality and Preference, v. 15, n. 3, p. 259-270, 2004.

RALL, V. L. M. et al. Pesquisa de patógenos e avaliação higiênico-sanitária de produtos mi-nimamente processados comercializados na cidade de Botucatu. In: Anais do XXIII Con-gresso Brasileiro de Microbiologia. Santos (SP). 2005.

SHINOHARA, N. K. S. et al. Salmonella spp., importante agente patogênico veiculado em alimentos. Ciência & Saúde Coletiva, v. 13, n. 5, p. 1669-1674, 2008.

SIVERTSVIK, M.; ROSNES, J. T.; BERGSLIEN, H. Modified atmosphere packaging. In: OHLSSON, T.; BENGTSSON, N. (Eds.). Minimal Processing Technologies in the Food In-dustry. Cambridge: Wood head publishing, 2002a. cap. 4, p 61- 87.

SOARES, B.; CANTOS, G. A. Detecção de estruturas parasitárias em hortaliças comerciali-zadas na cidade de Florianópolis, SC, Brasil. Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences, v. 42, n. 3, 2006.

TRESSELER, J. F. M. et al. Avaliação da qualidade microbiológica de hortaliças minimamen-te processadas. Ciênc. agrotec., Lavras, v. 33, p. 1722-1727, 2009.

YAM, K.L.; TAKHISTOV, P. T.; MILTZ, J. Intelligent packaging: concepts and applica-tions. Journal of Food Science, v. 70, n. 1, p. R1-R10, 2005.


Universidade Federal de Juiz de Fora